Conheça -Parceria Vip



Voe e conheça meu novo site com fotos do nosso Brasil

Link-me

Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

Porque as pessoas colocam a culpa nos outros?





As pessoas sempre colocam a culpa nos outros quando NÃO se tem sucesso no relacionamento, trabalho ou vida familiar. Isto é um erro, já que altos e baixos fazem parte da vida. Se a pessoa insistir em pensar desta maneira, vai acreditar que, para obter a felicidade seria necessário viver de maneira isolada, o que é impossível.
Todos, de modo geral, se lamentam devido às frustrações que ocorrem no dia-a-dia. As pessoas perdem muito mais tempo criticando os outros do que reavaliando as próprias atitudes. Frases como "os outros são culpados de tudo, pois impossibilitam a concretização dos meus projetos", "eles não colaboram e não fazem nada porque não tem coração", são alguns exemplos do que costuma-se ouvir com freqüência.

Mas sem as pessoas, a vida não tem sentido. Os outros se tornam um inferno quando mostram nossa imaturidade, já que de certa maneira, temos uma predileção para nos iludirmos. As pessoas se preocupam em manter distância dos outros para evitar problemas e não ter suas vidas importunadas por demônios; podem correr o risco de se tornarem individualistas, com corações de gelo.

A vida se torna um inferno quando deixamos que o outro interfira nela e não ouvimos a intuição. As pessoas se relacionam, trabalham, aprendem, fazem novos amigos, conhecem novos amores e tentam levar a vida de uma maneira boa. O que não pode acontecer é seguir pela cabeça dos outros. "O inferno, é não amar", já dizia Georges Bernanos. "O inferno são os outros", falava Sartre. Mas a felicidade pode estar contida no outro. Não dá para ser amado sozinho. Os outros também podem ser o céu e a solução.

Monica Buonfiglio

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


9 Responses So Far:

LL disse...

Nada percebo de psicologia, mas diz-me o bom senso que essa transferência da culpa se pode dever a inúmeras razões. Parece-me que as mais comuns são o medo de assumir as suas próprias (in)capacidades, insegurança na sua própria avaliação; e quantas vezes o orgulho e arrogância, cegos e tacanhos.

Abaços
Luísa

Banco de ideias disse...

É a lei do mínimo esforço, é mais fácil culpar os outros do que procurar corrigir o nosso comportamento e sanar as nossas deficiências.
h.

SertraLinks :) disse...

é mais fáciL cuLpar os outros do que fazer uma auto-anáLise e ver o que há de errado na própria vida. Querer sempre ser vítima das circunstâncias sem atentar que quem provoca essas situações, é a própria pessoa. Gostei do Post e do seu bLog também :)

Um abraço e tudo de bOm pra vc!

LISON COSTA disse...

Saudações!
Amiga ROSE:
Um artigo muito bem construído.
Tal hábito de repente passa a ser até um prazer de muitos, afinal, é elevado o número de pessoas que não assumem as suas incompetências, seus repentes destruidores e ainda adoram pousar choramingando os entraves da vida que não são mais que boas lições de aprendizado.
Parabéns por mais um excelente Post!
Abraços,
LISON.

TUCUMAREIAMAR disse...

Muitas pessoas colocam a culpa nos outros por seus fracassos, derrotas, tristezas, e decepções. Mas a meu ver o grande culpado são as próprias pessoas que permitem de uma forma ou de outra que o diabo possa entrar em suas vidas e as usá-las com o único e exclusivo intuito de destruir as vidas do próximo por inveja. Temos-nos liberdade para escolher e também sabemos o que pode acontecer diante de uma escolha errada. Então esse negócio de ficar culpando alguém é uma desculpa, é para quem sabe que está fazendo coisas erradas e mesmo assim não para, aí é muito mais fácil culpar, do que aceitar nossos próprios erros, e tentar mudar.
.abs.

Fatima Zanin disse...

Acho uma fraqueza colocar a culpa nos outros por erros cometidos, e falta de personalidade, fraqueza, insegurança, infelizmente tem muito desses.
Beijo.

Marcela disse...

Colocar a culpa no outro, no destino, no azar é sempre mais fácil do que refletir o que acontece consigo mesmo. Mas certamente não é o mais inteligente, pois ao olharmos para fora, perdemos boas chances de aprendermos para não repetir na frente o que erramos atrás.
Abraços

Pithan Pilchas disse...

Buenas Rose,

minha teoria é que este tipo de pessoa faz isso para ocultar uma personalidade enfraquecida e carente. Talvez autoestima baixa ou algo assim. Querem parecer melhores e superiores.

abraço

Paulo

Nanda Botelho disse...

Temos que lembrar uma coisa... Culpar os outros não dói! rsrsr

Concordo com a Mônica, mas vai demorar muito a termos coragem de sentir esta dor!

Bjs!

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com