Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

Quando dói o coração, todo o corpo dói.



Quando dói o coração, todo o corpo dói.
(Leticia Thompson)

Por que permitimos que as pessoas entrem assim tão dentro da gente a ponto de sairem carregando um pedaço de nós quando partem? Por que nos damos tanto, nos entregamos tanto, nos deixamos tanto em mãos não tão cuidadosas dos nossos sentimentos?

Deveríamos aprender a ficar na margem, olhando de longe a paisagem calma e nos satisfazer dessa visão, como quem se fascina com uma miragem. Mas não nos satisfaz olhar. Humanos que somos, precisamos absolutamente sentir, ao risco de nos afogar... e mergulhamos inteiramente.

E, vida afora, vamos mergulhando em promessas de amor eterno, felicidade infinita e mar de rosas. Não nos questionamos sobre probabilidades de perdas e decepções, pois só de pensar já é doloroso.

Dói... dói... dói e dói!... Mas isso não vai nos impedir de continuar, não vai nos impedir de viver. Pedaços de nós são ainda partes de nós e ninguém disse que precisamos chegar à velhice inteiros e sem marcas.

Isso é vida!!! Não desistir, manter-se de pé, doendo, mas de pé, cabeça erguida na direção do desconhecido e peito cheio de esperança que a próxima vez será diferente.

Grandes artistas obtiveram o melhor das suas obras nos grandes momentos de aflição e dor. Faça o mesmo: Mostre o que de grande há em você tirando partido das suas decepções!

Construa-se!!!

Tenha em mente que não é você que não foi digno daquele amor, mas aquele amor que não foi digno de você. E se faz parte da vida caminhar entre flores e espinhos, não se esquive do caminho.

Caminhe!!!

Amanhã talvez seja diferente. E talvez não. Mas entre as subidas e descidas, você vai ter sobrevivido. E vai ter, sobre tudo, vivido.

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


2 Responses So Far:

Mr.Jones disse...

adorei essa parte "Tenha em mente que não é você que não foi digno daquele amor, mas aquele amor que não foi digno de você."

abraços:
p.s: quer parceria com meu blog? aguardo resposta.

Francisco Castro disse...

Olá, Rose!

As derrotas, apesar de serem doloridas e angustiantes, fazem parte de nossas vidas e por isso devem ser toleradas e e também devem servir de aprendezado para outras empreitadas. Sempre devemos está preparados para esses momentos em que os resultados sejam diferentes do que esperávamos.

Abraços

Francisco Castro

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade