Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

Uma gatinha me aproximou de Deus






Uma gatinha me aproximou de Deus

Para minha amiga Aiko- chan

A Aiko chan é uma linda gatinha que eu adotei com apenas duas semanas juntamente com três irmãozinhos todos morreram, mas eu notava que uma delas tinha uma vontade enorme de viver era esperta e curiosa, ficou doente. Eu cuidei com remédios caseiros e muito carinho, pois nem sei como funciona uma clinica veterinária aqui no Japão.
Ela tornou-se cada vez mais linda e amorosa. No natal quando tudo é festa e as pessoas vão aos templos para rezarem e pedir para que no próximo realização de coisas boas eu fiz diferente fui e pedi saúde para a Aiko que estava muito doentinha. Não curti as festas de final de ano fiquei ao seu lado pois seu olhar transmitia muita dor. Passei noites sem dormir pois tinha que dar remédios e forçar carinhosamente comer um pouquinho para não morrer. O tempo passou e a minha gatinha ficou maravilhosa e nossa família gostava muito dela. Minhas viagens de férias foram bem curtinhas pois queria voltar logo para casa e cuidar da minha gatinha.
Aqui o tempo é cinza e triste temos que tomar cuidado para não cairmos em depressão. No meu caso sem nenhum amigo, pois todos que eu tinha voltaram para o Brasil devido à crise financeira que trouxe milhares de desemprego para os brasileiros. A Aiko era minha única amiguinha. Sempre presente brincando com meu teclado de computador.
Eu mudei de apartamento estou morando num apartamento do Estado, algo difícil de conseguir por aqui pois a concorrência com os japoneses é muito grande, mas consegui, logo que chegou a carta dizendo que meu nome foi sorteado começou meu sofrimento, pois sabia que a Aiko não seria aceita, animais não são permitido é caso de expulsão da família se quebrar as regras aqui no Japão.
Dois meses passei chorando muito. Coloquei diversos anúncios visitei casas e estabelecimento de brasileiro e japonês ´para ver se alguém cuidava da Aiko, ninguém quis ficar com a gatinha, até que uma pessoa aceitou ficar temporariamente até eu notar se no prédio tinha outros moradores com animais.
Mudei para o novo apartamento e logo no segundo dia a Aiko estava lá me aguardando deixei que entrasse e fiquei feliz com sua presença. Todas suas coisinhas estavam em casa. Ela estava diferente não parava mas dentro de minha casa queria a liberdade e eu deixei sair e sempre que estava cansadinha voltava para casa. No seu cantinho tudo na paz. No dia 3 de agosto comemoramos juntas seu primeiro aninho de vida.
Um dia ela não voltou para casa procurei pelo prédio, na mata existente próximo ao prédio. Um japonês que não é morador do prédio me falou que ela estava num templo longe dali e que eu não precisava me preocupar pois os gatos que aparecem em templos não são sacrificados e que se ela permanecesse no prédio por mais tempo seria capturada. Perguntei onde ficava o local e fui buscá-la. É bem distante de onde moro mas com minha bicicleta e meu filhinho vou longe procurei por aquele enorme templo. Chorei. Gritei seu nome. Sentei debaixo daquelas árvores centenárias e olhando a natureza pedi forças para Deus. Caminhei até a porta de um dos templos e acendi um incenso e rezei muito.
Eu voltei diversas vezes para aquele lugar. Até mesmo à noite vou ao templo apesar de ter um pouco de medo do escuro pois é um conjunto de templos antigos, museu e uma mata extensa.
Quando vou procurá-la somente encontro por lá um gatão bem velhinho que parece ser patrimônio daquele lugar, que vem sempre me encontrar e parece conversar comigo. Eu sempre choro e converso com Deus para que ela encontre um lar, para que encontre a paz. Fazia muito tempo que eu não conversava tanto com Deus. A vida tem dessas coisas uma gatinha me fez me aproximar de Deus novamente.

Texto e fotos Rose Nakamura

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


16 Responses So Far:

Debby Lenon disse...

Poxa fico triste com o sumiço de sua gatinha. Vc já procurou no seu antigo lar? Dizem que gatos sentem saudades de casa. Imagino o que vc está passando pois quando meu billy foge fico para morrer

amigodcristo disse...

Rose,, me emocionei muito com sua historia,, linda mesmo, as vezes Rose DEUS tem seus meios para nos trazer mais perto dele, para sentir o carinho de pai que ele pode nos dar, concerteza,,sua gatinha esta muito bem, se ela foi usada para fazer esa aproximação, e te colocou diante de DEUS , DEUS não e ingrato, acredite ,que até dos animais ele cuida, a palavra diz ,, que os passarinhos,, não semeiam,e nem colhem, todos sobrevivem, nos alegramcom seu maravilhoso canto, amiga sempre estaremos por aqui para ser seu amigo em moentos de solidão conte comigo,, Rose paz seja contigo e uma semana abeçoada, para você e seu filinho!!

LISON disse...

SAUDAÇÕES!
Amiga Rose,
Sua história, é verdadeira, comovente e cheia de vida. Amiga, a nossa vida tem dessas coisas, sempre a algo que surge em nosso caminho, marca presença e de repente some, ficando um vazio. As vezes fico pensado ser um espécie de espelho de nosso espírito, coisas assim.
Que Deus Ti ilumine e conforte teus dias!
De coração,
LISON.

Filosofia de gaveta disse...

Nossa Rose, é tão triste quando nos apegamos a um bichinho e ele vai embora, é como se alguém da família partisse.

Luna disse...

Chorei lendo seu post, tenho 2 gatos que adotei e sei qual é a dor de perder um bichinho de estimação. Mas eles vem pras nossas vidas como grandes companheiros e com uma missão. A da Aiko era te aproximar de Deus. Lindo seu post e desejo que onde ela estiver, que esteja bem.
Parabéns pelo seu gesto com ela.
Um beijo,
Luna

www.angel.rose disse...

Luna - muito obrigada pelo seu comentário
meu coração ainda sangra mas vai passar
fico preocupada em saber como ela está.
beijos e obrigada

Principe Encantado disse...

Sinto muito por ti pois sei o ue é perder um animalzinho que dedicamos nosso carinho, perdi a minha tem três meses e ainda sinto sua falta.
Abraços forte

Rodrigo Piva disse...

Que linda, Rose! Tenho um casal aqui em casa e sei o quanto eles nos fazem bem. Nos fazem melhorar e muito como ser humanos.

Beijo

Helena disse...

Bem, eu não entendi bem porque deixou a sua gatinha solta e ainda por cima num lugar onde supostamente não permitiam animais.

Mesmo assim rezo para que volte a encontrar a sua amiga e possa fornecer-lhe um lugar mais seguro para ela.

ROSAF. disse...

Amiga do coração sei que vc está muito triste com tudo isso li e me emocioeni principalmente poorque tenho bichinhos e sou muito feliz com eles.Querida já falamos outras vezes e sinto que apesar de tudo vc sempre demonstra a força de uma mulher guerreira.Não é fácil está num lugar ao mesmo populoso ao mesmo tempo vc sozinha...Querida penso que algumas coisas vem dizendo para vc que só no fundo do seu coração vai encontrar as resposta.Mas eu peço a Deus que fortaleçla você e lhe dê muito ânimo tanto para encontrar ou não mas seja o que for vc tem luz suficiente para deixar iluminar-se e com esta lux vc aceitar o sim ou não.Mas que a tua luz ilumine tbe Aiko onde estiver.Beijos

Sissym disse...

Rose... vc me fez lembar a Mary Miranda uma vez tristinha com a perda da gatinha dela. Eu tambem tenho uma, tão minha amiga, é minha filha. Eu tambem desejo que sua gatinha tenha tido a sorte de ter sido encontrada por uma pessoa que ame os animais. Pense positivamente.

www.angel.rose disse...

Agradeço a todos os amigos que comentaram este
post me ajudaram tanto. Obrigada Deus abençõe
Abraços
Rose Nakamura

Luisa disse...

Rose, coloco-me junto à sua dor! Há puco tempo, passei por um processo semelhante e não consegui, ainda, recuperar-me! Fico muito triste ao me lembrar dela e pensar que sinto-me um pouco culpada por ter sumido... É preciso entregar nas
mãos de Deus e pedir que voltem, se possível! bjs

aninhaleyse disse...

Recebi sua mensagem pelo orkut, acabei de ler sua história, e fiquei muito emocionada, pois só que tem esses bichinhos podem sentir o verdadeiro valor de uma amizade, eu tenho três, inclusive a minha mais velha é a mamãe dos dois e tenho eles como filhos minha filha até chamam eles de irmãos...
Não fique triste com certeza ela está bem, pois DEUS nunca faz a obra pela metade, imagino que vc tá sofrendo, mas JESUS estará lhe dando força diariamente para continuar a luta.
Fique com ele.
Um abraço!!!

Anônimo disse...

Amiga Rose sua historia me comoveu muito, pois tenho uma gatinha e duas cachorrinhas e não passa por minha cabeça viver sem elas, que Deus que é todo poder e bondade possa auxilia-la neste momento dificil fortalecedo-a e aumentando sua fé para este final ser feliz.Boa sorte amiga e confia qndo merecemos nunca estamos sozinhas, aqui do outro lado mundo vc já faz parte do nosso encontro de orações. Fica com Deus que ele ilumene seus caminhos e a bencõe sempre. Beijo cheios de carinho.

jackie ferri disse...

Ânimo amiga ... nada acontece por acaso. "As oportunidades para a construção do bem procedem de DEUS. O aproveitamento está em nós todos."
(Emmanuel)
E vc fez o bem, por querer, por amar. Com certeza ela esta bem, e talvez tenha ido porque a missão que tinha com você, cumpriu com sucesso.
Como é bom nos aproximarmos de DEUS pelo AMOR, e vou orar para que você a encontre, ou vc encontre outro sem lar, que tbém precise do seu amor.
Fica com DEUS!

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade