Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

Amores de mentira



Amores de mentira

Tu que viveu de amor em amor, apenas de aparência
Neste encontro e desencontro, coração cansado
Ele simplesmente enfraquecido jazia esfarrapado
Como um judeu errante esperando clemência

Tu que de emoções fez teus dias caminharem
Julga outra forma de viver a mais infeliz
Nesse corpo cansado e suado que lhe contradiz
Onde está os amores que fez teus olhos sonharem?

Tu que faz outros sofrerem de forma bandida
Pulando de amor em amor numa grande lista
Pouco se maltratou e segue calculista
De que adiantou essa quantia indefinida?

Tu que ao fim olha para trás e chora maltratado
Ver um filme a passar ante os olhos baixos
nessa viagem seguiu perdido, um rebaixado
enganando tolas e fazendo igual, coitados
Betânia Uchôa

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


4 Responses So Far:

Cecilia sfalsin disse...

Ola Rose,

Lindo poema, retratando os relacionamentos aparentes, os grandes enganos do coração,que muitas vezes engana o nosso próprio eu.

Abraços.

Dani Sans disse...

É, minha amiga isso é o que mais encontramos no caminho. eu que o diga, este poema, falou comigo, muito lindo e muito triste. acreditar num amor e depois descobrir que na realidade nunca foi recíproco, é ruim demais.

Beijão flôr!!!

Marcela disse...

Que linda poesia!

Sissym disse...

Justamente no final diz: " um rebaixado enganando tolas e fazendo igual," - pois os amores de mentira estão sempre se enganando e fazendo igual, como um vício.

Bjs

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade