Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

O louco


Perguntais-me como me tornei louco. Aconteceu assim:

Um dia, muito tempo antes de muitos deuses terem nascido, despertei de um sono profundo e notei que todas as minhas máscaras tinham sido roubadas – as sete máscaras que eu havia confeccionado e usado em sete vidas – e corri sem máscara pelas ruas cheias de gente gritando: “Ladrões, ladrões, malditos ladrões!”
Homens e mulheres riram de mim e alguns correram para casa, com medo de mim.
E quando cheguei à praça do mercado, um garoto trepado no telhado de uma casa gritou: “É um louco!” Olhei para cima, para vê-lo. O sol beijou pela primeira vez minha face nua.
Pela primeira vez, o sol beijava minha face nua, e minha alma inflamou-se de amor pelo sol, e não desejei mais minhas máscaras. E, como num transe, gritei: “Benditos, benditos os ladrões que roubaram minhas máscaras!”
Assim me tornei louco.
E encontrei tanto liberdade como segurança em minha loucura: a liberdade da solidão e a segurança de não ser compreendido, pois aquele que nos compreende escraviza alguma coisa em nós.
Gibran Khalil Gibran

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


11 Responses So Far:

Sissym disse...

Que interessante ele mencionar que quem nos compreende um pouco mais do que os demais, este poderá nos ter nas mãos. Por isso a importancia de guardar consigo alguns segredos, por mais tolos que pareçam ser. Isso é verdade.

Bjs

Sir Edison Gil disse...

Saudações amiga Rose,

Sensacional! A boa loucura é o ápice da personalidade, é o único meio de ser você de verdade.

Bjks!

Pithan Pilchas disse...

Buenas Rose,

puxa, gostei da mensagem, podemos tirar lições. Podemos olhar por diversos ângulos. Ficamos muitas vezes presos no nosso mundo interior e "esquecemos" que nos conhecermos é preciso saber o que existe lá fora,

abraço

Paulo

Principe Encantado disse...

Gostei bem filosófico o texto.
Abraços forte

marcela disse...

Rose!!!!!!!!
Amei! Não conhecia esse texto...
Me tocou profundamente!
Bjos

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Rose, boa noite!!!
Minha amiga, genial, se a liberdade nos deixa meio que loucos, viva a loucura... é por isso que sempre digo: quanto mais sábio, mais louco... todos temos nossos momentos de loucura, que maravilha... rsrs...
Parabéns pela excelente postagem, adorei minha querida amiga!!!
Tenha uma linda e abençoada noite, repleta de muita Luz!!!
Beijos e mita paz!!!

joana disse...

Rose

Bonito texto!

Livremo-nos das máscaras e seremos livres!

beijos

joana

jotapeh9907 disse...

Às vezes precisamos perder algo para podermos encontrar a liberdade e explorar o nosso potencial

Nanda Botelho disse...

Um de meus primeiros atendimentos como psicóloga, foi de uma mulher com esquizofrenia. Ela me ensinou sobre a loucura, disse-me: "A loucura me libertou" Sua doença estava controlada, mas seu comportamento estava liberado, ela agora podia fazer o que achava bom, sem medo de ser criticada, ela já era "louca". Guardo este ensinamento até hoje, muito sábia esta mulher "louca".

Bjs!

Malu disse...

Muito belo, Rose.
O que muitos chamam de loucura eu diria ser reflexão pura!!!
Abraços

Valéria Braz disse...

Oi Rose... nossa amiga que saudade! Tô em falta com você heim?! Mas me perdoa tá... é que ando realmente um pouco afastada. Mas hoje resolvi passar por aqui pra matar a saudade... e qula não foi minha surpresa!
Texto deliciosamente desafiante!
Qunatas vezes precisamos perder pra descobrir o quanto somos felizes com pouco mais que apenas nós mesmos... sem mascáras!
"Dizem que sou louco, por eu ser assim.... mais louco é quem me diz....que não é feliz!"
Saudade, saudade,.... beijo no coração

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade