Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

Verdade




A porta da verdade estava aberta,
Mas só deixava passar
Meia pessoa de cada vez.
Assim não era possível atingir toda a verdade,
Porque a meia pessoa que entrava
Só trazia o perfil de meia verdade,
E a sua segunda metade
Voltava igualmente com meios perfis
E os meios perfis não coincidiam verdade...
Arrebentaram a porta.
Derrubaram a porta,
Chegaram ao lugar luminoso
Onde a verdade esplendia seus fogos.
Era dividida em metades
Diferentes uma da outra.
Chegou-se a discutir qual
a metade mais bela.
Nenhuma das duas era totalmente bela
E carecia optar.
Cada um optou conforme
Seu capricho,
sua ilusão,
sua miopia.

(Carlos Drummond de Andrade)

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


3 Responses So Far:

Malu disse...

Drummond sabia sempre do que falava, tanto que imortalizou suas palavras e merecidamente.
Com certeza as verdades têm que sempre serem inteiras, caso contários serão sempre meias verdades ou mentiras absolutas...
Abraços, minha linda!!!
Estou lhe seguindo aqui em suas páginas, também!!!

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Será que existe meia-verdade? Acho que nem meia existe. Essa questão é como se víssemos um iceberg. A parte visível poderíamos dizer que se 'parece' com a verdade. A outra, também ilusão.
Rose, Drummond é sempre bom. Grande abraço!

Marcela disse...

Bela escolha...Drummond tem sempre seu lugar.
bjos

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade