Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

O verdadeiro amor


Conta-se que um jovem caminhava pelas montanhas nevadas da velha Índia, absorvido em profundos questionamentos sobre o amor, sem poder solucionar suas ansiedades.
Percebeu que, pelo mesmo caminho, vinha em sua direção um velho sábio.
E porque não conseguia encontrar uma resposta que lhe aquietasse a alma, resolveu pedir ao sábio que o ajudasse.
Aproximou-se e falou com verdadeiro interesse:
Senhor, desejo encontrar minha amada e construir com ela uma família, com base no verdadeiro amor.
Todavia, sempre que me vem à mente uma jovem bela e graciosa e eu a olho com atenção, em meus pensamentos ela vai se transformando rapidamente.
Seus cabelos tornam-se alvos como a neve, sua pele rósea e firme fica pálida e se enche de profundos vincos.
Seu olhar vivaz perde o brilho e parece perder-se no Infinito. Sua forma física se modifica acentuadamente e eu me apavoro.
Desejo saber, meu sábio, como é que o amor poderá ser eterno, como falam os poetas?
Naquele mesmo instante, aproxima-se de ambos uma jovem envolta em luto, trazendo no rosto expressões de profunda dor.
Dirige-se ao sábio e lhe fala com voz embargada:
Acabo de enterrar o corpo de meu pai, que morreu antes de completar 50 anos.
Sofro, porque nunca poderei ver sua cabeça branca aureolada de conhecimentos, seu rosto marcado pelas rugas da experiência, nem seu olhar amadurecido pelas lições da vida.
Sofro, porque não poderei mais ouvir suas histórias sábias, nem contemplar seu sorriso de ternura.
Não sentirei suas mãos enrugadas tomando as minhas com profundo afeto.
Naquele momento, o sábio dirigiu-se ao jovem e falou com serenidade:
Você percebe agora as nuanças do amor sem ilusões, meu jovem?
O amor verdadeiro é eterno porque não se apega ao corpo físico, mas se afeiçoa ao ser imortal que o habita temporariamente.
É nesse sentimento sem ilusões nem fantasias que reside o verdadeiro e eterno amor

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


4 Responses So Far:

Carol R. Cunha disse...

Puxa Rose.. que conto mais lindo!!!
Acho difícil amar sem ilusões..geralmente lá num cantinho do nosso coração criamos algumas ilusões.. o difícil é que muitas vezes vivemos iludidos. Eu acredito que qdo isso acontece é pq lá no fundo queremos ser iludidos... talvez para viver nossas fantasias...só que a frustração e o sentimento de revolta é grande qdo nos damos conta de aquela não é a realidade que sonhamos..saber amar sem ilusões é uma coisa que poucas pessoas conseguem..
No texto vemos velhice é uma época de sabedoria, uma época e compartilhar amor.
Um feliz Ano Novo pra ti e tua família..
bjo

Carol R. Cunha disse...

Puxa Rose.. que conto mais lindo!!!
Acho difícil amar sem ilusões..geralmente lá num cantinho do nosso coração criamos algumas ilusões.. o difícil é que muitas vezes vivemos iludidos. Eu acredito que qdo isso acontece é pq lá no fundo queremos ser iludidos... talvez para viver nossas fantasias...só que a frustração e o sentimento de revolta é grande qdo nos damos conta de aquela não é a realidade que sonhamos..saber amar sem ilusões é uma coisa que poucas pessoas conseguem..
No texto vemos velhice é uma época de sabedoria, uma época e compartilhar amor.
Um feliz Ano Novo pra ti e tua família..
bjo

Dú Pirollo disse...

Olá minha querida amiga Rose, boa noite!!!
Minha amiga, que maravilhoso conto com belos e ricos ensinamentos, realmente o verdadeiro amor não está relacionado com a parte física e muito menos com o material, é um amor com ligação pela alma, pelo coração, portanto é verdadeiro, forte, terno e eterno... não possui ilusões e nem fantasias. apenas existe eternamente! Valeu minha amiga, adorei a postagem, parabéns pelo bela escolha! Tenha uma noite maravilhosa e abençoada! Beijos e muita paz!!!

Valéria Braz disse...

Oi minha amiga.... será que um dia vamos conseguir amar aquilo que verdadeiramente será e não aquilo que queremos eternizar?! Não sei, mas de qualquer modo precisamos iniciar a lição aprendendo a amar o que se é!
Beijo no coração

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade