Frase preferida

Não sei ...se a vida é curta ou longa demais para nós, Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas Cora Coralina

A namorada


A namorada

Havia um muro alto entre nossas casas.
Difícil de mandar recado para ela. 
Não havia e-mail.
O pai era uma onça.
A gente amarrava o bilhete numa pedra presa por
um cordão
E pinchava a pedra no quintal da casa dela.
Se a namorada respondesse pela mesma pedra
Era uma glória!
Mas por vezes o bilhete enganchava nos galhos da goiabeira
E então era agonia. 
No tempo do onça era assim.

Manoel de Barros

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More


3 Responses So Far:

Massoterapeuta no rio de janeiro disse...

Legal Rose !
Bem eu não sou desse tempo , vc também não é mesmo ?
Mas é engraçado .... e interessante .
Coisas de filme antigo , tipo Romeu e Julieta .

abs
Francisco

Cecilia sfalsin disse...

Ei Rose,

Minha amiga,

Eu acho que não sou do tempo da onça, mas por mais dificuldades que era de se comunicar com a namorada, os homens eram ainda sim mais românticos e corajosos, enfrentavam onças, arriscavam ser vistos, rsrs, e gostavam de aventuras...Adorei o poema, não conhecia..rsrs

Beijos

carlos jose disse...

Minha amiga Rose, realmente as coisas antigamente eram mais difícies, mas tbm mais gostoso com toda dificuldade que tínhamos na época ainda era bom.
Beijos

Olá não estamos aceitamos comentários anônimos.

2leep.com

publicidade